indexNada se compara a alegria de colocar em prática uma idéia que foi se formando lentamente em nossa mente com o propósito de nos proporcionar um novo rumo para a vida. Sem patrão! Com uma grana boa no fim do mês, maior do que a de hoje e muito, é claro! Um novo caminho cujo céu é o limite!

Um negócio próprio e lucrativo. Quantas “viagens” o caminho que é formatar uma empresa na cabeça nos faz fazer? E vão junto todas as pessoas que nos cercam. Sonho coletivo.

O produto ou serviço. O melhor local para a empresa. O escritório e a área de produção. Os clientes? Muitos. Viagens e mais viagens! Todas muito importantes e necessárias, sem contar a alegria em cada estação.

Mas!… Lá vem o “mas”!

A estatística de fracassos empresariais é flagrantemente alta. Altíssima. No Brasil, a cada dez empresas que nascem, cinco não existem mais depois de cinco anos.

Empreendimento e risco andam juntos e aqui o “mas” é do bem!

Minimizar o risco é a função do planejamento. Por melhores que sejam nossas ideias, somente podemos ir para campo depois de ter clareza com detalhes de todas as barreiras que iremos enfrentar.

O negócio tem que virtual-reality-1802469_960_720estar bem detalhado no papel, isto é, no computador. Esse é o meio mais econômico de testar se nossa ideia é boa.

E, como cada macaco no seu galho, se sua ideia não for abrir uma empresa que prestará consultoria de gestão empresarial, você obrigatoriamente precisa de auxílio de profissionais experientes e especializados. Não. Não precisam ser da ProLucro. Se for melhor, mas o fato é que não vale a pena você virar cobaia de si mesmo. Contrate um especialista.

Quando você tem em mãos uma ferramenta profissional de avaliação da sua ideia, que consiga retratar toda a operação do seu negócio e, sobretudo medir o resultado desta operação em diversos cenários, sua tomada de decisão passa a ser embasada, com dados e fatos.

Você percebe com muito mais clareza a dificuldade ou a facilidade de se atingir determinado objetivo. Você minimiza o risco com informação objetiva. Ou, em alguns casos, constata que o sonho sonhado não encontra respaldo na dura realidade. Só que sem engrossar a estatística de fracassos e, principalmente, sem gastar a sua reserva financeira que provavelmente tanto custou a construir.

Um Plano de Negócios é como se chama a tal ferramenta. Fazemos isso todos os dias e, mais por transpiração do que por inspiração ou talento, temos profissionais com larga experiência e muito bem preparados para auxiliá-lo.

Mudar o rumo da vida exige maturidade. O sonho ilude e muitas vezes não condiz com a realidade. A maioria dos empresários de sucesso de hoje passaram por fracassos ontem. Amadureceram a duras penas. E o que mudou neles nessa trajetória? Simples. Aprenderam que para empreender é preciso planejar com profissionalismo.

Ter uma empresa lucrativa é realmente uma experiência prazerosa. Você só precisa estar entre os outros cinco que sobreviveram. Planeje para não se arrepender.

Paulo
Paulo Cerri
Experiente consultor em planos de negócios, avaliação de empresa, gestão de crise financeira e processos. Especialista em gestão de empresas de prestação de serviços médico-hospitalares, operadora de planos de saúde e entidade de representação setorial. Engenheiro, Administrador Financeiro e MBA Executivo.